sábado, abril 25, 2009

O meu 3º Festival de Verão

No dia seguinte ao jantar com a Natacha, ia com o Nuno Valente e o Sandro ao Festival do Sudoeste ver James.
Era o meu terceiro Festival de Verão, depois do Super Bock Super Rock em 2006 e da primeira edição do Oeiras Alive, mais tarde denominado Optimus Alive! em Junho de 2007, onde voltei a ver um concerto dos Pearl Jam.
A meio da tarde de Domingo dia 5 de Agosto, saímos de Lisboa rumo à Zambujeira do Mar, onde chegámos já no final da tarde…
Quando entrámos no recinto já estavam a actuar os Razorlight, fomos tratar do estômago. Comprámos pizzas e procurámos uma mesa para nos sentarmos e jantarmos…jantámos ao som dos Phoenix.
Depois tratámos de nos tentar aproximar do palco para assistir ao concerto dos James, ficámos praticamente junto ao palco…onde pudemos assistir a uma actuação brilhante… repleta de antigos “Hit’s”, “Born Of Frustration”, “Say Something” video, “Sit Down”, “Sometimes” foram apenas alguns deles…tocaram também alguns temas novos.
Junto a mim estava uma rapariga que passou grande parte de concerto a tirar fotos, no final do concerto pedi-lhe se depois me mandava algumas…
Na viagem de regresso a Lisboa, fomos dividindo a condução pelos três…chegámos tarde…e no dia seguinte era dia de trabalho, Eu entrava às 8 da manhã…recordo-me que foi um dia especialmente difícil…e a semana parecia também não ter fim…foi neste momento que me apercebi que a “idade” já começava a pesar…os meus 30 estavam a chegar…já não tinha a estaleca de outrora…

sábado, abril 18, 2009

O "Reacender" de uma Paixão

Após a partida da Natacha para Londres, íamos falando pelo Messenger…ela disse-me que ia estar em Lisboa no início de Agosto e pediu-me para organizar um jantar com todos os nossos Amigos.
Tratei de organizar esse jantar para o sábado dia 4 de Agosto no “Black Coffee” que fica na zona do Chiado, para ficarmos perto do Bairro Alto se quiséssemos depois do jantar ir beber um copo…
No sábado à tarde fui até à Costa da Caparica com o meu primo Paulo, estava uma tarde fantástica de praia, lá estivemos com alguns amigos do meu primo. Quando nos preparávamos para regressar a Lisboa, vi que tinha uma mensagem da Cris, a perguntar se ia ao jantar, ela disse que já tinha regressado a Lisboa e que afinal também ia ao jantar…combinamos encontrarmo-nos junto à Optimus e depois Eu dava-lhe boleia.
Assim foi, apanhei-a junto à Optimus e depois tentei estacionar na rua Ivens tal como tinha feito no Aniversário da minha “mana”, desta vez não tive a mesma sorte…não estava a ser fácil estacionar…quando vi um lugar numa rua no seguimento da rua Ivens estacionei, neste momento a Cris diz-me “está ali um policia a olhar muito…”.
Eu saí do carro e fui-lhe perguntar se podia estacionar naquele lugar, o Agente responde-me “Agora todos estes lugares são lugares da policia…”, acabámos por ir estacionar no Parque Camões.
Quando chegamos ao restaurante para grande surpresa minha a Natacha já tinha chegado, tinha sido a primeira….a pontualidade britânica já estava a fazer efeito...ela que era sempre a última a chegar!


Foi um jantar extremamente agradável, porque voltei a estar com a minha Amiga do coração…as saudades já eram mais que muitas! Por outro lado, havia também várias pessoas que já não via há muito, entre elas, o meu Grande Amor…parece que ao voltar a vê-la, a paixão reacendeu-se…foi uma sensação tão boa voltar a estar com ela, falar com ela.

Os cerca de dois meses que estivemos sem nos ver, de certa forma provaram o ditado “longe dos olhos, longe do coração”, mas ao vê-la o meu coração começou a bater de uma forma louca…tive a prova que ainda não a havia esquecido…
Acabámos todos a noite no Dock’s a divertimo-nos mais um pouco!

Foi uma noite fantástica, após ter vivido o momento mais “negro” da minha vida, o meu sorriso estava de volta!

quinta-feira, abril 09, 2009

A Partida de um Anjo

O início de Julho ficou também marcado pelo meu regresso ao ginásio, inscrevi-me juntamente com o meu irmão e a minha “futura cunhada”. Eu pretendia um ginásio que fica-se entre o local de trabalho e casa, para quando saísse do trabalho pudesse ir descarregar as “energias negativas” de um dia de trabalho…aproveitámos uma campanha do “Solinca do Colombo” e inscrevemo-nos lá.
Eu pretendia acima de tudo recuperar a massa muscular que perdi durante os 48 dias em que estive internado no hospital de Santa Maria, queria voltar a ter as minhas pernas…voltar a ter o “pulmão” que tinha quando jogava futebol…
Já jogava futebol há cerca de um ano e meio, todas as quintas feiras com o meu primo Paulo e os colegas de trabalho dele e Amigos, notava que não tinha a força, nem a agilidade de outros tempos...o mais frustrante, era que alguém com no mínimo mais 10 anos do que Eu conseguisse chegar sempre primeiro à bola…já não tinha um remate forte…
Quando fui fazer a minha avaliação no Solinca, nesse dia dirigi-me a um dos monitores com quem acabei por fazer avaliação, ela chamava-se Sofia contei-lhe o que me tinha acontecido em 2004 e quais eram as minhas expectativas ao ter-me inscrito no ginásio.
Ao falarmos decidi numa primeira fase ter um acompanhamento mais próximo, ficando ela a ser a minha “Personal Trainer” durante 10 sessões.
Passei a ir ao ginásio duas vezes por semana, quando estava só cumpria o plano de treino traçado pela Sofia e normalmente acabava sempre por fazer 3 ou 4 piscinas, quando estava com ela fazíamos uma série de exercícios em que uma das componentes principais era o equilíbrio! Passadas 3 semanas já notava uma grande diferença, quando ia jogar futebol sentia-me muito mais solto, rápido, forte no choque…
Na sexta feira dia 27 de Julho tinha organizado mais um jantar da U2PT, desta vez no restaurante “o Mercado” em Alcântara. Quando saí do trabalho fui ao ginásio, depois de ter feito o meu treino fui directamente para o restaurante, quando lá cheguei reparei que tinha inúmeras chamadas não atendidas do Marco, do Pedro Anjos e de um 96 que desconhecia…liguei para esse 96 e quando atenderam reconheci de imediato a voz, era o Tiago Baginha que me pergunta se era verdade que o Zé Pedro tinha morrido num acidente de mota…, Eu respondi que não sabia…mas que já lhe confirmava se isso era verdade, liguei para o Marco que me confirma que o “nosso” Zé, tinha morrido num acidente de mota nessa tarde…nesse momento senti todo o meu corpo a tremer, não queria acreditar que isso fosse verdade…passei todo o jantar calado, só não me fui embora porque tinha sido Eu a organizar…
No sábado de manhã fui para Tomar, para estar perto de todos os Amigos e família do Zé, depois de saber como tudo aconteceu, senti uma revolta enorme! Tinha acabado de perder um dos meus Irmãos, um AMIGO inigualável, sempre com um sorriso nos lábios e uma palavra amiga nos momentos em que mais precisávamos dela…
Este foi sem dúvida o momento mais negro da minha vida, senti um enorme vazio dentro de mim…foi quando me questionei se existe justiça nesta vida…
Quando finalmente as coisas na vida do Zé estavam a entrar nos eixos…ele e a Su tinham ambos arranjado trabalho na sua área de formação, estavam prestes a fazer 10 anos de namoro….e iam casar, acontece esta tragédia!
O Zé morreu…e quem acabou por o matar também foi vítima de alguém que não devia conduzir!!!
A dor que sentia era enorme…não encontro palavras para descrever o que sentia!
Quem me dera que tudo não passasse de um pesadelo…e que depois acordasse e verifica-se que apenas tinha sido um sonho mau…
Onde quer que estejas, sei que continuarás a olhar por nós…como sempre fizeste!
Nunca conheci ninguém com um coração tão grande como o teu…és e serás sempre um exemplo a seguir! Só te posso agradecer a tua AMIZADE!!!


sábado, abril 04, 2009

Festa dos Tabuleiros - Tomar 2007

A Festa dos Tabuleiros tinha o seu momento de maior expressão no fim de semana de 7 e 8 de Julho de 2007.
Na tarde do dia 7, andámos a passear e a ver as ruas da cidade enfeitadas, já que na noite de dia 6 quando foram abertas ao público não as pude ir ver…havia ruas com umas decorações fantásticas, era difícil dizer qual era a mais bonita…umas mais decoradas, outras menos, no entanto todas tinham algo de mágico e único!
Na noite de dia 7 de Julho fui com o meu irmão e os amigos dele assistir ao concerto dos “Da Weasel”, foi um concerto extraordinário numa noite quente de verão.
No dia seguinte estava reservado o momento alto da Festa, com o Cortejo que se realizava pelas ruas da cidade.
O nosso “grupinho” juntou-se novamente para assistir mais uma vez ao Cortejo, desta vez assistimos da “tribuna”, tínhamos uma vista privilegiada… tudo graças ao Sr. Queiroz, que uns dias antes estacionou uma carrinha de caixa aberta num local estratégico, que nos permitiu ver o cortejo com outra perspectiva!
Lá estávamos nós, Eu, o Zé Pedro, o Miguel, a Rita, a Susana, a Filipa, o Jorginho, a Cristiana, o Sr Queiroz, a Dona Isabel e a avó do Zé.
O Marco e a Andreia iam mais uma vez levar o tabuleiro, assim como a Vanessa.
Após lá estarmos há algum tempo, com o calor que se fazia sentir naquela tarde fomos à “Marisqueira” beber uma imperial…bem fresquinha!
Foi ao chegar junto à carrinha, que o Zé Pedro me disse, que se ia casar no dia 5 de Abril, dei-lhe um forte abraço e disse-lhe que podia contar com a minha presença, fiquei muito feliz por ele, recordo-me de como tudo começou…na passagem de ano de 1997 para 1998 em casa da Vanessa…